quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Secção dos Protocolos Experimentais

Olá a todos! Nem nas férias nos esquecemos de vocês...
Viemos só informar os mais despistados que ao visitarem o nosso blogue irão encontrar uma secção de protocolos experimentais do 7º ao 11º ano, maioritariamente, e alguns do 12º ano. Á medida que vamos encontrando e pesquisando iremos postar mais!
Também podem dar sugestões dos protocolos que gostariam de ver expostos no blog.
Já sabem, estamos aqui para vos ajudar também nas pesquisas científicas e para complementar o que dão nas aulas...
Fiquem atentos!

Portem-se bem, aproveitem estas férias de Natal e cuidado com os doces! :D

Dos CIENTIFICAR

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Vídeo Resumo do nosso projecto!


Olá pessoal! Aqui está, como prometido o nosso vídeo-resumo do 1º Período que apresentamos esta manhã à nossa escola. Esperemos que gostem e fiquem a conhecer um pouco mais sobre o nosso projecto! Comentem para sabermos as vossas opiniões!

E...Bom Natal e Feliz Ano Novo! :D
Continuaremos a cientificar... (:

                                                                                              Dos CIENTIFICAR

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Apresentação Pública do Vídeo-Resumo do Projecto

Olá a todos!

O grupo está a finalizar a construção de um vídeo - resumo de todo o nosso projecto, como nos foi proposto no início do ano para este período!
Como tal, na sexta - feira, dia 17 de Dezembro (último dia de aulas) das 9:30 h às 13:30 h vai decorrer a apresentação pública de todos os projectos da escola do 12º ano. Vai ser no pavilhão polivalente da Junta de Freguesia de Odivelas! Apareçam ;)

Depois esse mesmo vídeo vai ser publicado no blogue para que possam ver o nosso trabalho ao longo do período!

Neste site (https://sites.google.com/a/es-odivelas.pt/ap-eso/) podem ainda ver todo o programa da apresentação dos vídeos, visitem (:

E já sabem: Sejam cientistas e portem-se bem =D

Dos CIENTIFICAR

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Inteligência depende da combinação de 200 genes...quem diria?!

O potencial académico das crianças não depende apenas de um gene, mas sim da combinação certa entre eles, segundo um estudo realizado no Reino Unido.


A inteligência é fortemente herdada dos progenitores, porém, ao contrário do que se pensava anteriormente, não depende de um único gene mas da combinação certa de uma rede de milhares de genes, na qual duas centenas parecem ter particular importância.

Segundo o Sunday Times, a conclusão teve por base a análise de mais de quatro mil crianças britânicas. A equipa, liderada por Robert Plomin, especialista em Genética Comportamental no King’s College, de Londres, focou-se no desempenho de estudantes em áreas como a matemáticas, a língua e a ciência, com o objectivo de estabelecer ligações entre as capacidades demonstradas e o “material genético” que cada um possuía.


Para tal, foi feita uma triagem em que se combinou a informação dada pelos próprios professores com um extenso conjunto de testes cognitivos conduzidos pelos cientistas.


A comparação das características genéticas de todos os estudantes não parecia uma tarefa simples, já que, além de existirem milhões de possíveis combinações dos 250 mil genes, as diferenças seriam ditadas por pequenas diferenças.


Contudo, os investigadores decidiram focar a sua atenção em um milhão de combinações mais frequentes e conseguiram isolar duzentos genes que “parecem ter uma pequena mas significativa relação com a habilidade na matemática e inglês”.


Uma descoberta que contraria a ideia anterior que certas características e comportamentos humanos estão ligados apenas a determinados genes.


Fonte:  http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=45270&op=all

Dos CIENTIFICAR

domingo, 31 de outubro de 2010

Identificada substância que provoca sentimento de medo

Investigadores brasileiros e americanos detectaram um composto químico – feromónio - segregado por vários predadores e que, em experiências laboratoriais, causou medo em ratos. De acordo com o artigo publicado na revista Cell, no órgão vomeronasal, localizado no nariz e responsável por comportamentos sexuais ou de agressividade – há neurónios específicos capazes de detectar essas moléculas que induzem ao medo.

Esta descoberta poderá contribuir para que futuramente se perceba como as informações sensoriais são processadas no cérebro humano e se controlem problemas como fobias, stress pós-traumático, esquizofrenia, entre outros.
Ao longo dos próximos três anos, os investigadores pretendem estudar os receptores que detectam estas moléculas e de que forma esse processo se transforma em actividade eléctrica no cérebro para, depois, se gerar o sentimento de medo.

O estudo de como os estímulos recebidos nos sistemas sensoriais da visão, da audição e do olfacto são interpretados e respondidos, tanto ao nível do comportamento como da produção de hormonas, pode ajudar a tratar doenças mentais, neurodegenerativas e fobias que estão ligadas a esse mecanismo.

Os investigadores consideram que o sistema olfactivo é um excelente modelo para o estudo dessa transformação, na medida em que a ligação entre estímulo e comportamento é directa, independente do aprendizado e da memória.


O que esta investigação trouxe de novo foi a verificação da importância do órgão volmeronasal nesse processo, assim como a identificação da substância responsável pelo medo. Para isso, os investigadores modificaram geneticamente os ratos, cujo órgão volmeronasal não tinha nenhuma função. Deste modo, puderam determinar se o órgão estava ou não envolvido com respostas comportamentais.
Depois de avaliarem a resposta de medo dos ratos a odores de vários predadores como gatos ou cobras, verificaram que, ao contrário dos ratos normais, que emitiram respostas comportamentais a esses odores, os animais alterados não demonstraram medo e, pelo contrário, sentiram-se atraídos pelo odor dos predadores.
A substância responsável pelo sentimento de medo pertence ao grupo das Proteínas Maioritárias da Urina (MUP), que são segregadas na urina, na saliva, no suor e no sangue. Os investigadores formularam esta substância sinteticamente, para que não fosse contaminada e comprovaram o seu efeito.


Descobriram ainda que neurónios específicos actuavam na identificação do feromónio do medo. Para isso, utilizaram uma técnica chamada de cálcio intracelular, que faz com que, quando uma célula é activada, o cálcio penetre no seu interior e se ligue a um corante fluorescente. Observando microscopicamente, os pesquisadores identificaram as células que eram activadas.

Fonte: http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=42659&op=all

Dos CIENTIFICAR

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Piadas Científicas

Olá a todos!
Deixamo-vos aqui algumas anedotas científicas para se divertirem enquanto aprendem ciência!


Pergunta: O que é Ba(Na)2 ?
Resposta: Banana

Na aula de Físico-Química:

Durante a aula o professor pergunta para a Mariazinha:
- Menina, o que significa a fórmula H2SO4 ?
E a Mariazinha diz: Eu sei ! Eu sei! Está aqui professor, na ponta da língua...

e o Joãozinho, mais rápido dá uma palmada na cabeça da Mariazinha dizendo:
- Cospe ! Cospe que é ácido sulfúrico.

Esperemos que gostem!

Dos CIENTIFICAR


segunda-feira, 18 de outubro de 2010

O nosso logótipo final


Boas! Eis o nosso remodelado e definitivo logótipo!:D 
Para justificá-lo defendemos que:

• As temáticas do trabalho rondam as disciplinas específicas dos elementos do grupo, isto é, a biologia, a química e a psicologia, associadas às três orbitais. (É de realçar que as orbitais não estão correctamente desenhadas pois designam lugares possíveis no espaço onde se localizam os electrões e, dada a dificuldade nessa representação, optámos por desenhar linhas definidas (as quais poderiam estar associadas ao conceito de órbita). Assim é de referir que para além da limitação gráfica deve entender-se aquelas elipses não como órbitas mas sim como orbitais);

À psicologia associamos a cor azul, à biologia a cor verde e à química a cor amarela;

O logótipo sugere a ideia de um átomo (partícula constituinte de toda a matéria – química), com o seu núcleo substituído pelo planeta Terra, à volta do qual e nas suas orbitais podemos observar alguns electrões (partículas com carga negativa);

Ao ser substituído o núcleo do átomo pelo planeta Terra está a fazer-se uma clara alusão à componente biológica do nosso projecto, na medida em que na Terra existem variados subsistemas que interagem entre si;

As orbitais à volta da Terra dão a ideia de abrangência que a ciência tem nos dias de hoje;

O próprio planeta sugere o princípio em que radica o nosso projecto, o princípio da divulgação e difusão da cultura científica;

O planeta Terra dá azo a que se perceba que se pode fazer ciência em toda e qualquer parte do mundo por todas as comunidades.

Fiquem bem...

Dos CIENTIFICAR




sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Curiosidades

Boas!

Viemos deixar-vos algumas curiosidades de cariz científico que podem despertar o vosso interesse... =D

Cansaço humano
Quando realizamos esforços, a carência de oxigénio no organismo origina a formação de ácido láctico nos músculos (através da fermentação). Este ácido láctico é responsável pelas dores musculares persistentes. As condições ideais para o organismo eliminar este ácido são o repouso e muito oxigénio (ar puro).
Foguetes luminosos
Os componentes dos foguetes responsáveis pelos efeitos luminosos são os elementos do grupo 2 da tabela periódica – os metais alcalino-terrosos (Berílio, Magnésio, Cálcio, Bário e Estrôncio). Quando sujeitos a uma fonte de energia forte (pólvora), cada um destes elementos emite uma luz intensa com uma determinada cor característica. A cor branca é produzida pelo Magnésio, a vermelha pelo Estrôncio e a verde pelo Bário.
Grafite e Diamante
A grafite utilizada como mina do lápis, por muito estranho que pareça, tem uma composição igual à do diamante. Estes dois minerais (polimorfos – igual composição química mas diferente estrutura cristalina) são formados exclusivamente por carbono. As propriedades destes diferem muito graças à diferente estrutura cristalina. Enquanto a grafite serve para escrever (desfaz-se no papel), o diamante é conhecido como o material natural mais duro.
Urtigas
As folhas de urtiga contêm espinhos com ácido metanóico ou fórmico. Este ácido é o responsável pelas picadas dolorosas quando tocamos as folhas da urtiga. O ácido fórmico é incolor e extremamente pungente. Existem formigas que utilizam este ácido como veneno.
Aromas dos frutos
Os ésteres têm odores característicos dos frutos. Por exemplo, o butanoato de butilo é um composto com o aroma do ananás. Da mesma forma, o valerato de isoanilo tem o aroma da maçã e o etanoato de isoamilo é o composto que dá o aroma à banana. Estes ésteres são largamente utilizados na indústria alimentar como aromas sintéticos.

Dos CIENTIFICAR


sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Dúvidas!

Olá a todos!
Queremos tornar o nosso blog mais interactivo...
Por isso, se tiverem alguma sugestão de artigos que nos queiram propor e/ou essencialmente questões de cariz científico às quais queiram a nossa resposta, informem-nos sobre o que pretendem saber através dos vossos comentários!
Agradecemos a vossa colaboração e ajuda para tornar este blog mais interessante.
Tentaremos responder o mais brevemente possível às vossas questões! :D

Portem-se bem!

Dos CIENTIFICAR

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Novo Logótipo


Olá! Como podem ver alterámos o nosso logótipo! Aquele que está inserido no vídeo era um logótipo provisório e susceptível a alterações, por isso, para não haver confusões aqui está o logótipo do grupo...
Esperamos que gostem.  =D 

Com os melhores cumprimentos, 
Dos CIENTIFICAR


sexta-feira, 1 de outubro de 2010

video

E aqui está como prometido o nosso vídeo de apresentação.
Por aqui podem ver os nossos objectivos bem como os produtos finais que pretendemos alcançar.
Comentem! :) Caso não consigam visualizar o vídeo no blog este é o link ao qual devem aceder no youtube: http://www.youtube.com/watch?v=rdXRmwl7Xbw
Pedimos desculpa pela pouca qualidade do vídeo, fruto da publicação no youtube.
Enjoy!

Dos CIENTIFICAR

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

FINALMENTE!

Olá a todos!

Finalmente arranjámos nome para o grupo e estamos prontos a iniciar o melhor blog científico do secundário de sempre !! =D

Numa próxima postagem podem ficar a conhecer-nos ao vídeo e a cores...

Estejam atentos às novidades

Até lá

Portem-se bem


Dos  CIENTIFICAR